BEM VINDOS!

CONVOCATÓRIA

Nos termos do artigo nº 20 dos estatutos da Associação dos Jovens Agricultores do
Distrito do Porto, convoco a Assembleia Geral para o dia 13 de Fevereiro de 2017, às 14h30,
na Cooperativa Agrícola da Povoa Varzim, com a seguinte:
ORDEM DE TRABALHOS
Ponto 1- Discussão e deliberação sobre o relatório de actividades e contas referente ao
exercício de 2016.
Ponto 2 - Discussão e aprovação do Plano de actividades e orçamento para 2017.
Ponto 3 - Outros Assuntos de interesse para a Associação.
Se à hora marcada não se encontrarem presentes o número suficiente de associados
para que a Assembleia Geral possa funcionar, esta iniciará meia hora mais tarde com qualquer
número de associados presentes.
O Presidente da Mesa da Assembleia Geral
(Eduardo Jorge Espinheira da Silva Soares)

                                                                              

AJADP NA MANIFESTAÇÃO DE PRODUTORES DE LEITE - 15/7/2015





ELEIÇÕES AJADP 2015
NOVA DIREÇÃO:



ALMOÇO / CONVÍVIO AJADP 2015





*********************************************************************************


COLÓQUIO 3 DE JANEIRO 2013

********** 

SOLIDÁRIOS CONTRA A FOME E A CRISE ECONÓMICA (Ver Vídeo)




            A AJADP, Associação dos Jovens Agricultores do Distrito do Porto, realizou a 28 de Novembro de 2011 uma oferta de produtos agrícolas da região, nomeadamente leite e hortícolas, para uma instituição que luta contra a fome na Região do Porto.


Com esta iniciativa, que se tornou possível com o apoio de vários agricultores e organizações agrícolas, os jovens agricultores querem tornar visível a solidariedade dos agricultores portugueses para com todos os compatriotas que atravessam dificuldades económicas, mas a quem não deve nunca faltar alimento, pois é para isso que os agricultores trabalham todos os dias. Cremos que esta acção será apenas uma entre muitas iniciativas solidárias de associações, cooperativas e empresas ligadas ao sector agrícola por todo o país, mas entendemos torná-la pública para que seja um evento motivador para outras acções tão necessárias num momento de crise como este que agora vivemos.


Por outro lado, queremos também deixar um apelo a todos aqueles que compram alimentos para oferecer em campanhas solidárias: se possível, comprem produtos agrícolas portugueses, pois assim, além de ajudar os destinatários da oferta estarão também a ajudar a economia portuguesa, promovendo o emprego na agro-indústria, na produção agrícola e em todas as actividades associadas na economia rural. Deixamos também um apelo à distribuição para que promova e disponibilize sempre de forma acessível produtos agrícolas nacionais.  A Direcção da AJADP

 **********************************************************************

AJADP EM SEMINÁRIO EUROPEU

Os Diretores da AJADP (associação de Jovens Agricultores do Distrito do Porto) participaram no seminário Europeu, no passado dia 19 de Outubro, que decorreu no palácio da Bolsa, no Porto, promovido pela AJAP (Associação de Jovens Agricultores de Portugal) e pelo CEJA (Conselho Europeu de Jovens Agricultores), onde se debateram ideias e ideais para a reforma da PAC que se avizinha, onde se chegou a várias importantes conclusões:

- É imperativo criar a figura do empresário rural e não apenas cuidar do empresário agrícola, nas zonas rurais, ou seja, é importante revitalizar as zonas rurais, que estão quase desertas, principalmente no interior do país. Não há agricultura competitiva sem zonas rurais mais dinâmicas.


- Em Portugal, existe um jovem agricultor com menos de 35 anos, para cada 35 agricultores com mais de 55, enquanto que na europa este rácio é de um para 9. Na Alemanha e Áustria, existe 1 jovem agricultor com menos de 35 anos, para apenas 3 com mais de 55. Aqui pode-se concluir que países evoluídos e economicamente sustentáveis têm uma agricultura bem revitalizada, rejuvenescida e activa.

Na europa, o número de jovens agricultores reduziu 45% nos últimos anos, ou seja, a sociedade em geral tem envelhecido consideravelmente, mas no sector agrícola tem sido uma calamidade. Isto é preocupante e obriga a uma reflecção profunda e revisão de estratégias.


- A agricultura e silvicultura, foram os únicos sectores económicos em Portugal, que aumentaram em 2011. Este aumento foi de 2,5%. No mês de agosto último, houve um aumento de 13% nas exportações no sector agrícola, comparativamente com o mesmo mês de anos anteriores. Isto quer dizer que a agricultura, mesmo com muitíssimas dificuldades e numa sociedade em enorme crise económica, está a crescer e a contribuir muitíssimo para o equilíbrio da balança comercial.

- Neste último quadro comunitário de apoio houve um grande aumento de instalação de jovens agricultores, em especial no último ano, estando neste momento com uma cadência de 240 instalações, em média, por mês, com um investimento associado da ordem de 40 Milhões de euros. Foram aprovados até agora cerca de 22 mil projectos de investimento em Portugal, neste quadro comunitário, implicando a criação de mais de 30 mil postos de trabalho e mais de 5 mil milhões de euros de investimento.


- Foi salientado que é necessária uma política europeia concertada e orientada e não um mero aglomerado de medidas, como tem acontecido nos anteriores quadros políticos agrícolas comuns. Também foi salientado que é um imperativo haver mais equidade na distribuição das ajudas, uma vez que os agricultores portugueses recebem muito menos que os congéneres europeus, chegando a metade dos montantes de alguns países. O espirito solidário e de equidade não têm existido, mas deveriam ser revitalizados.

Neste seminário todas as intervenções foram feitas por pessoas importantíssimas nestes mundos agrícolas, políticos e técnicos, dos quais destaco, a Sra. Ministra de Agricultura – Dra. Assunção Cristas, o eurodeputado Dr. Nuno Melo (CDS/PP) e Dr. Capoulas Santos (PS), o Dr. Arlindo Cunha e outros. Todos concluíram que muito foi feito, mas muitíssimo mais há para fazer.
Neste seminário estiveram algumas dezenas de Jovens Agricultores Europeus, que ficaram maravilhados com a cidade do Porto, o palácio da Bolsa, a nossa hospitalidade e o nosso país em geral


**************************************************************************


A terceira vaga do TSUNAMI

Desde 2007 chamámos a atenção ao poder político nacional e europeu, que o aumento da quantidade de leite produzido na europa não vai ser uma aterragem suave para o final da quotas em 2014, mas sim uma “amaragem” num mar de leite. Só no ano de 2011 verificou-se um acréscimo de produção na europa, relativamente a 2010, em quatro vezes a produção de Portugal. Esta tendência de subida da quantidade produzida já se verifica há anos consecutivos.
Os problemas na produção em Portugal começaram a agudizar-se com o aumento significativo do custo de produção, sobretudo da alimentação animal, que apelidamos de “primeira vaga”. A descida do preço do leite ao produtor, no início do ano, foi a “segunda vaga” e a última descida, neste mês, é a “terceira vaga”, deste mar de leite, transformado em “tsunami” que está a arrasar a produção.
Precisamos que os políticos nacionais tenham intervenção em Bruxelas, de forma persistente e forte, para parar o aumento de produção europeia, que está a impor este baixo preço à produção, e que sejam capazes de agir também para controlar a especulação no mercado de matérias-primas para alimentação animal; Precisamos que a PARCA produza efeitos rapidamente, porque relatórios analíticos por si só não resolvem este problema; Precisamos que Industria e Distribuição queiram a produção como aliado comercial e parceiro sustentável para o longo prazo e não como um parente pobre que pode sobreviver assim eternamente; Precisamos de preços que permitam instalar e manter na actividade agrícola os jovens agricultores. Precisamos que entidades como o Observatório dos mercados agrícolas analisem a situação real de todos os produtos e tendências e tornem públicos esses estudos…
Precisamos parar as sucessivas vagas deste “tsunami” e controlar o nível deste “mar de leite” no espaço europeu. A Direcção da AJADP. 21 DE JUNHO DE 2012
*****************************************************************************

MARÇO 2012: ENCONTRO COM DIRECTOR REGIONAL DE AGRICULTURA:

**************************************************************************
JANEIRO 2012: PARTICIPAMOS NA MANIFESTAÇÃO EM DEFESA DA PRODUÇÃO NACIONAL



A AJADP APOIA O LANÇAMENTO DA NOVA ASSOCIAÇÃO DE PRODUTORES DE LEITE. (http://www.aprolep.pt/).